2 a 4 Anos: Timidez

Recebemos inúmeros comentários/perguntas sobre a fase de 2 a 4 anos de crianças e procuramos organizá-los para facilitar a consulta para quem possa se interessar. Esses são aqueles relacionados a timidez e autoestima fragilizada.

Para mais informações sobre esta fase etária, veja os links a seguir:

“Mente de 2 a 4 anos”

  1. Criando Um Ambiente de Aprendizado…
  2. Comportamento, Disciplina, Agressividade
  3. Manias e Tiques
  4. Desenvolvimento (Fala/Vocabulário, Desenvolvimento Motor)
  5. Adaptação na Escolinha
  6. Timidez e Autoestima fragilizada
  7. Identificação sexual
  8. Sexualidade nesta fase?
  9. Amamentação nesta fase
  10. Difícil colocar para dormir
  11. Ciúmes de um dos pais
  12. Tão tranquilas que preocupam…
  13. Chorando muito…
  14. Medos…
  15. Alimentando-se pouco…
  16. Largando as fraldas...
  17. Preferência por um dos pais
  18. Largando a chupeta

About these ads

10 opiniões sobre “2 a 4 Anos: Timidez

  1. XXX

    Comentário por Ana Cláudia – Janeiro 21, 2008

    Meu filho tem 4 anos e é bastante calmo, carinhoso, compreensivo, obediente. Às vezes, acho até demais e nos últimos meses tenho notado que ele brinca o tempo todo fingindo que é um cachorrinho, em qualquer momento, até quando brinca com coleguinhas ele quer ser o cachorrinho do amigo, ele sempre quer ser submisso. Às vezes brinco com ele de “chefinho mandou” pra incentivá-lo a também mandar e não só obedecer. E também em qualquer situação difícil ele chora e diz estar com sono, me parece uma fuga. Gostaria de sua ajuda, esse comportamento dele é normal? Como devo agir? Desde já muito obrigada.

    Marilena responde:

    Geralmente, esse comportamento é fruto de uma timidez ou de uma auto-estima fragilizada.

    Observe se ele já faz algumas coisas sozinho ou se nessas situações onde ele precisa realizar alguma tarefa que seja um pouco mais difícil, sempre aparece um adulto que se adianta e a realiza por ele. Isso tem acontecido com frequência?

    É preciso sempre pensar que o comportamento que a criança apresenta, na maioria das vezes é consequência de um comportamento dos pais em relação à ela. Muitas vezes os pais ficam ansiosos ou impaciente esperando que o filho realize alguma coisa e se adiantam para terminar logo aquela tarefa, pois a criança geralmente é um pouco mais lenta em seus movimentos e coordenação motora.

    Um exemplo clássico, é quando a criança começa a aprender a dar laço no cadarço do sapato (mas como isso é um pouco mais difícil e a criança se demora muito nisso) o adulto logo aparece e termina essa tarefa por ela.

    Com poucos incentivos e desafios, a criança se acomoda e passa a apresentar um comportamento mais na defensiva, acomodado e resistente à desafios. Digo isso, porque como você mesma sinalizou, ele desiste diante de coisas mais difíceis.

    Você deve deixar (não importa o tempo que ele leve) a fazer coisas mais difíceis e incentivá-lo a terminar cada coisa.

    E, naquilo que ele já faz, reforce com ênfase a tarefa terminada e elogie bastante.

    No que for difícil, ATÉ ONDE ELE CONSIGA IR, elogie também, não importando se ele não conseguiu terminar tudo. A PARTE CONSEGUIDA DEVE SER SEMPRE ELOGIADA.

    Caso esse comportamento persista, você ainda tem a alternativa de levá-lo à uma terapeuta infantil que poderá orientá-la mais de perto e em mais detalhes sobre como poderá agir com ele.

    XXX

    17/07/08 Comentário recebido:

    Meu filho tem 4 anos e 5 meses de idade, acho que ele não acompanha o desenvolvimento das outras crianças da idade dele na escola, é muito tímido, inseguro, tem dificuldades em aprender cores, em recontar histórias, até para ir lavar as mãos ele depende do coleguinha para ajudá-lo. Isso é normal? Será que tem alguma coisa a ver com a família, o pai dele diz que também foi muito tímido nessa idade. Por favor me ajude, pois estou muito preocupada.

    Marilena responde:

    Há muitas coisas que envolvem a situação de timidez numa criança.

    Tudo depende de como ela foi reforçada logo bem cedo em fazer suas tarefas e da liberdade que teve e do estímulo em fazer outras tarefas sozinha.

    Talvez você precise de uma orientação mais precisa de uma psicóloga infantil para que possa orientar você de como lidar melhor com essa situação.

    A orientação é para você e não uma terapia para seu filho.

    Nessa idade, geralmente, o comportamento de uma criança é consequência do comportamento dos pais.

    O terapeuta, munido de mais detalhes poderá orientá-la melhor.

  2. Meu filho tem 3 anos e na escolinha ele não quer brincar com nenhum coleguinha da sala. Eu não sei mais o que fazer…

  3. Marilena responde:
    É necessário que a professora faça uma adaptação dele com os outros coleguinhas.
    Muitos se sentem inseguros e medrosos numa aproximação com outras crianças e talvez esse seja o caso de seu filho.
    Pergunte à professora se ela tenta aproximá-lo da mesa ou da rodinha onde ficam os outros, pois esse trabalho de adaptação dentro da sala de aula, deve ser feito pela professora e não esperar que a criança por conta própria, tome a iniciativa, principalmente em se tratando de uma criança mais tímida.

  4. obs.: Estamos publicando diretamente aqui porque a resposta enviada por e-mail retornou (erro no endereço).

    obrigada pela sugestão. a professora diz que ele corre e brinca bastante, mas não aceita que ninguém se aproxime dele(crianças)ele morde ou empurra. já com as professoras ele gosta de interagir, abraçar e beijar. ele foi muito mimado e age como um bebe ainda; não fala nenhuma palavra e quando eu pergunto o que ele quer (no caso quando ele quer a chupeta que gosta muito) ele chora, chora ,mas não fala. ele não tem nenhum problema de audição e entende o que eu digo, ´pois falo: “então vc não me fala o que quer eu não posso dar.” e deixo a chupeta no baixo e ele não a pega, olha e chora. ele brinca muito raramente com o irmão mais velho, mesmo assim ele sempre quer morder; parece que ele vive uma frustração constante… não sei mais o que fazer…

  5. Marilena responde:
    Parece mesmo que ele foi muito acostumado a estar na sua presença e que o “mimo” pode ter atrapalhado um pouco.

    Crianças assim demoram a interagir com outras crianças, principalmente, se o processo de adaptação na escola não foi feito aos poucos; como se deve.

    Caso ele queira alguma coisa, deixe que ele mesmo procure e busque, sem que você se adiante nessa tarefa. Mesmo que chore um pouco, deixe e espere ele tomar a iniciativa. Isso não vai acontecer logo nas primeiras vezes, mas é preciso continuar tentando.
    O mesmo na sala de aula; a professora deve ir tentando colocá-lo em contato com outras crianças e instigando a curiosidade para que ele se aproxime dos outros.

    Se ele não fala ainda nada é porque de fato não sente que há necessidade, pois você “adivinha” sempre o que ele quer. A criança se “move ” por necessidade e ele precisa sentir isso na hora de pedir água, por ex, chupeta, etc…. Caso não se mova, ou não diga para você o que ele quer, ficará sem essas coisas. Sei que é difícil vê-lo chorar, mas ele terá de passar por isso para alcançar o novo degrau de desenvolvimento.

  6. 01/04/2012 Comentário recebido:
    Meu filho tem 2 anos e 1 mês, é um menino super carinhoso e amoroso com todos. Porém, até o momento, só fala mamã e papa, coloquei na escolinha para que ele se sociabiliza-se, pois além de não falar praticamente nada não demonstra interesse em interagir com as outras crianças. As poucas vezes que ele se aproxima, as crianças acabam o excluindo do grupo, acho que é por que ele não fala. Já têm aproximadamente 1 ano que quando ele se depara com uma frustração ele bate com a cabeça no chão. Ele vive com a testa com galos.
    Quando o coloquei na escolinha tinha a intenção que as coisas melhorassem, mais vira e mexe ele chega em casa mordido e com beliscões gratuitos. Tenho medo que isso tudo de alguma maneira possa afetar.
    Sinto-me frustrada como Mãe, não estou sabendo como ajudar meu filho.
    Por favor, me ajudem, pois estou sofrendo muito com tudo isso.

    Marilena responde:
    Seu filho não deveria estar na escola com essa idade.

    O ideal é que a criança comece na escola somente por volta dos 3 anos ou mesmo até 3 anos e meio e, assim mesmo, por meio período e fazendo todo o processo de adaptação (link: Adaptação na Escolinha ). Isso porque aos 2 anos, NÃO existe socialização, por isso são tão comuns as mordidas, brigas, tapas e puxões de cabelo, nessa faixa etária.

    A socialização começa A PARTIR dos 2 anos e irá se estabelecer POR VOLTA dos 3 anos variando mesmo assim entre crianças.
    Por isso comportamentos agressivos são perfeitamente normais e acontecem com frequência.
    O mais importante, nesta idade, é que a criança fique na companhia da mãe para que tenha um desenvolvimento emocional saudável e equilibrado. É a fase do fortalecimento do vínculo emocional com a mãe, importantíssimo para a vida futura.

    A escola não está ajudando, nesse momento, e quanto à linguagem saiba que ela ainda irá evoluir bastante. A escola, nesse momento, não ajudará e só irá prejudicar o lado emocional de seu filho.

    Como você mesma relata, as outras crianças por, também, não estarem ainda socializadas, só mordem, dão tapas, puxam o cabelo,etc…., pois esse é o comportamento de uma criança de 2 anos.

    Retire seu filho da escola e retorne com ele somente por volta dos 3 anos.

    Recomendo a leitura dos livros da Coleção Imago (<=link), separada por idade. É muito útil e ajudará você.

  7. Obs.: Publicamos diretamente aqui, pois a resposta enviada por e-mail retornou por erro de endereço.
    Tenho uma filha de 4 anos. Ela é tímida começou na escola e não gosta dela nem dos amigos e nem da tia. Chora todo dia para ir. Fala que todos são chatos. Não brinca com outras crianças e só fica sozinha. Converso com ela, mas não adianta. Cada dia está mais agressiva. Já conversei com a tia, mas nada adiantou. Me ajuda. Não sei mais o que fazer para ajudá-la.

  8. Marilena responde:
    Se ela começou na escola agora, seria necessário que ela fizesse o processo de adaptação por completo.

    Leia o artigo (link) Adaptação na Escolinha e verifique se ele foi feito corretamente.

  9. Obs.: Publicamos aqui, pois a resposta enviada por e-mail retornou por erro no endereço.
    meu filho é muito nervoso e muito bravo ele não gosta de dividir nada com os outros ele bate em todas as crianças da escolinha dele e também eu vou na igreja e la é a mesma coisa ele não obedece ninguém
    oque eu faço?

  10. Marilena responde:
    Se seu filho está na idade de 2 anos, saiba que isso é super normal porque, nessa idade, não existe socialização.

    O ideal é que a criança comece na escola somente por volta dos 3 anos ou mesmo até 3 anos e meio e, assim mesmo, por meio período e fazendo todo o processo de adaptação (link: Adaptação na Escolinha). Isso porque aos 2 anos, NÃO existe socialização, por isso são tão comuns as mordidas, brigas, tapas e puxões de cabelo, nessa faixa etária.

    A socialização começa A PARTIR dos 2 anos e irá se estabelecer POR VOLTA dos 3 anos variando mesmo assim entre crianças. Por isso comportamentos agressivos são perfeitamente normais e acontecem com frequência.

    O mais importante, nesta idade, é que a criança fique na companhia da mãe para que tenha um desenvolvimento emocional saudável e equilibrado. É a fase do fortalecimento do vínculo emocional com a mãe, importantíssimo para a vida futura.

    Portanto, seu filho tem um comportamento perfeitamente normal.

    Recomendo a leitura dos livros da Coleção Imago (<=link), separada por idade. É muito útil e ajudará você.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s